RSS

Rivais apenas dentro de campo

Se dentro de campo, ABC e América são eternos rivais, fora das quatro linhas a situação parece estar mudando. Nas últimas semanas, a direção dos dois clubes andam conversando na tentativa de fortalecer o futebol do Rio Grande do Norte e também  na busca por novos patrocínios, para reforçar a parte financeira das agremiações. Ações de marketing, envolvendo os dois escudos devem acontecer nas próximas semanas. Mas, a princípio, o objetivo é acabar com a violência envolvendo os torcedores dos clubes em dia de clássicos.  "Não vejo motivo nenhum para termos brigas pessoais. Tem que existir respeito entre todos os dirigentes. Fora de campo, somos pessoas civilizadas. A disputa acontece apenas no momento que a bola começa a rolar", opina Rubens Guilherme Dantas, presidente do ABC.

Rodrigo Sena Alex Padang, do América, está esperançoso com a possível parceria
Alex Padang, do América, está esperançoso com a possível parceria
Um dos pontos fortes nessa aproximação das direções do clube, pode se refletir nas arquibancadas. Pelo menos, é o que pensa o futuro mandatário americano, Alex Padang. "Estou pensando em propor um evento, em conjunto com a direção do ABC, entre as maiores torcidas organizadas para que seja selada a paz nos estádios. Está na hora das famílias voltarem aos estádios, de puderem assistir um clássico, sem  correr o risco de ficar no meio das confusões de torcedores. E o exemplo tem que partir de cima, dos presidentes dos clubes", afirmou.
Aldair Dantas Rubens Guilherme, do ABC, acredita na união dos clubes
Rubens Guilherme, do ABC, acredita na união dos clubes
Com ABC e América unidos, a expectativa dos dirigentes é conseguir um maior interesse por parte dos empresários, no momento de acertar patrocínios. Inclusive, o que se espera é de que nos próximos dias, um novo patrocinador deve estampar sua marca nas camisas dos maiores clubes do Rio Grande do Norte. "Na medida em que os dois clubes se unem, fica mais fácil de conseguir patrocínios, já que, o que acontecia a, era que o empresário ficava receoso de divulgar sua marca em apenas um clube, com medo de rejeição. E, essa união pode acabar com isso", previu Padang.


Fonte: Tribuna do Norte

0 comentários:

Postar um comentário